sexta-feira, 22 de abril de 2011

Os destaques da semana

Primeiramente, antes de começar mais um post, gostaria de pedir desculpas a todos os leitores e visitantes do Futebol Na Veia. Esta semana cheia de feriados prometia ser de bastante informação aqui no blog, mas fui pego de surpresa por problemas com minha internet, que ainda não foram solucionados. Mesmo assim, arranjei uma maneira de escrever, já que esta semana temos bastante assunto envolvendo nosso futebol.

E eu não poderia deixar de destacar a rodada do meio de semana, que movimentou muita coisa dentro de alguns clubes brasileiros. Vamos começar falando de Copa do Brasil. Dois vexames cariocas nas oitavas-de-final da competição. Primeiramente a precoce eliminação do Botafogo diante do Avaí, coisa que não me surpreende muito. Pois, depois do empate em 2 a 2 no Rio, o alvinegro sabia que não iria encontrar vida fácil jogando na Ressacada. E não foi diferente. A equipe até saiu na frente, mas acabou tomando o empate, num pênalti mal marcado pela arbitragem. Prejudicados ou não, os alvinegros estão fora, e a pancadaria generalizada do final da partida não adiantou em nada. A equipe do fogão é muito limitada. Joel Santana não era o problema. Reforços precisam chegar para o Brasileirão, se não a coisa ficará ainda pior em General Severiano. Bom, o time terá um mês para se planejar.

O outro vexame carioca na rodada se chama Flamengo. O rubro-negro recebeu o desconhecido Horizonte, do Ceará, no Engenhão. E parecia que as coisas seriam bem fáceis. Logo no começo, o artilheiro Vanderlei abriu o placar. Mas, aos poucos, o time cearense foi gostando do jogo, e conseguiu igualar o marcador, com um gol de pênalti. E, pra quem esperava um Flamengo pressionando o adversário na segunda etapa, no máximo viu as tentativas de Thiago Neves e Renato Abreu, que não foram suficientes. Empate frustrante, e a torcida do mengão já começa a se preocupar. Mesmo ainda invicto na temporada, a equipe não convenceu em nenhuma partida que disputou, e ainda necessita de peças. Com um Ronaldinho apático, que não vem mostrando a que veio, o rubro-negro ascende o sinal de alerta.

Tivemos outros resultados expressivos na rodada do meio de semana da Copa do Brasil. E o grande destaque foi a goleada do Atlético-PR sobre o Bahia. O furacão, que já havia vencido o primeiro jogo por 2 a 1, não tomou conhecimento dos baianos e aplicou um sonoro 5 a 0, na Arena da Baixada. Mais uma vez, Paulo Baier foi o destaque, marcando dois gols. No próximo domingo, teremos o clássico entre Atlético x Coritiba pelo Campeonato Paranaense. As duas equipes vivem grande fase. Promessa de um jogão de bola.

Pra fechar, vamos falar dos clubes paulistas. O São Paulo foi até Goiás e venceu o time da casa pelo placar mínimo. A expulsão de um atleta do Goiás ainda no começo da primeira etapa facilitou as coisas para o tricolor, que mesmo assim só abriu o placar na segunda etapa, com um belo gol de Dagoberto. O time paulista ainda perdeu muitas chances, mas mesmo assim o resultado não deixa de ser bom para as pretensões são-paulinas. Na quinta-feira, o Palmeiras confirmou a classificação vencendo o Santo André também por 1 a 0. O zagueiro Danilo marcou o gol, num jogo onde Valdívia foi o destaque, com seus dribles "chutando o ar", que deixaram os jogadores do Santo André muito irritados. Na próxima fase, o verdão deve encarar o Coritiba. Parada duríssima para o time de Palestra Itália, que vem em uma ótima fase, assim com o Coxa. A disputa promete ser bastante acirrada pela vaga às semifinais.

A Libertadores também teve grande destaque neste meio de semana. Santos e Fluminense se encontravam nas situações mais difíceis de classificação dentre as equipes brasileiras. Porém, ambos conseguiram a classificação para as oitavas-de-final. O peixe precisava vencer o jogo, contra o Deportivo Táchira. Com um grande público no Pacaembu, os santistas foram empurrados, e, contando com uma grande exibição de Neymar, venceram e carimbaram o passaporte. O próprio Neymar abriu o placar, e o lateral Jonathan, com uma bomba cruzada, fez o segundo, isto com somente 13 minutos de jogo. Porém, o time paulista recuou e pertimitiu que o time equatoriano diminuísse o placar na segunda etapa. Então, nada melhor que ter um jogador como Neymar para tranquilizar a torcida. Ele fez grande jogada, que terminou no gol de Danilo. A chegada de Muricy Ramalho no comando do Santos já mostra uma organização melhor da equipe dentro de campo, mas o time santista ainda apresenta deficiências. A marcação da equipe ainda não foi ajustada, e para um mata-mata de Libertadores, estas coisas precisam ser arrumadas.

E o Fluminense mais uma vez contrariou todas as matemáticas e fez o que parecia ser impossível. O fluzão precisava vencer a partida contra o Argentinos Juniors, fora de casa, por dois gols de diferença, e ainda torcer para que América x Nacional empatassem o outro jogo do grupo. E a partida na Argentina foi uma verdadeira batalha para os guerreiros tricolores. Júlio César tratou de abrir o placar para o Flu. Mas uma penalidade sem necessidade de Gum fez o time argentino empatar. Então, Fred resolveu aparecer. Contando com a ajuda do goleiro, ele colocou o tricolor novamente na frente, numa cobrança de falta. Na segunda etapa, a defesa do time carioca voltou a falhar, e o Argentinos Jrs. chegaram a igualdade mais uma vez. Restavam 30 minutos para o Fluminense marcar dois gols. Rafael Moura marcou o terceiro. Faltava um para a classificação. E ele veio de forma dramática. Aos 43 minutos do segundo tempo, Edinho sofreu penalidade duvidosa. Fred, o jogador que mais marca o estilo guerreiro do time tricolor, assumiu a responsalidade, bateu o pênalti e deu a classificação para o Flu.

Nem a brutalidade e a falta de espírito esportivo dos argentinos após o final do jogo apagaram o grande feito do Fluminense, que nestes últimos anos se caracterizou por crescer demais nos momentos de adversidade. Parece que não existe mais matemática para o torcedor tricolor, que já não sabe o que significa a palavra "impossível". O Flu ganha uma força muito grande para a continuação da temporada, tanto na Libertadores como para o clássico contra o Flamengo, pelas semifinais da Taça Rio, no próximo domingo. Não duvide mais do Fluminense. Agora, a equipe encara o Libertad, do Paraguai, nas oitavas-de-final da Libertadores.

Mesmo com um pouco de atraso, devido a alguns problemas relatados no início deste post, conseguimos escrever sobre esta movimentada rodada, que teve como destaque alguns vexames, vitórias, dramas e principalmente muita emoção. Porém, um fato infelizmente prevaleceu: a violência dentro de campo. Episódios ocorridos como nos jogos entre Avaí x Botafogo e Argentino Juniors x Fluminense não podem voltar a acontecer, principalmente aqui no Brasil, onde vamos receber uma Copa do Mundo. Com tantas campanhas contra a violência nos estádios, os próprios atletas dentro de campo não podem dar este exemplo. Infelizmente, este tipo de coisa de certa forma da virou "rotina" nos jogos envolvendo brasileiros e estrangeiros na Libertadores. Sinceramente, não dá pra entender muito menos tolerar atitudes como estas. Já temos episódios suficientes para provar que, quando se trata de clubes brasileiros jogarem fora de seus domínios, o clima de rivalidade extrapola as barreiras dentro de campo.

Hostilidades, grosserias, jogo ríspido e falta de espírito esportivo são características dos jogos contra argentinos, paraguaios e uruguaios. Não precisamos de um clima como este dentro de uma competição tão importante. Adversários e inimigos são coisas completamente diferentes. Já passou da hora de a Conmebol tomar alguma providência, para acabar de vez com esta grande palhaçada que virou o futebol sul-americano. E, como sempre, quem perde com isto é o torcedor, que deixa de ver um espetáculo para presenciar cenas lamentáveis e inaceitáveis de seus clubes de futebol.

11 comentários:

  1. A briga vexatória que aconteceu em SC e em Buenos Aires,vão se repetir,porque a CBF e a Conmebol não vão fazer absolutamente nada,vai continuar do mesmo jeito.É uma vergonha,a CBF acha que os jogadores brigando vão dar exemplo pras crianças nos estádios.

    http://sofredorfc.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Santos e ;principalmente o Fluminese calaram a boca de muita gente, inclusive a minha, hehe/... A copa do Brasil ainda tem que afunilar, assim está fácil, hehe

    Abraço

    http://gremista-sangueazul.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Lamentáveis: a pancadaria em Santa Catarina, a selvageria na Argentina e a pífia atuação do Fla. Na Liberta, o Santos jogou pro gasto, enquanto o Flu avançou. Mas sem essa de time guerreiros, fizeram sua obrigação fora quando deveriam ter feito em casa. Iprensa e torcida compram essa ideia falsa.

    O Botafogo tem razão ao menos em reclamar do penalti, tamanha sua subjetividade. No entanto, é preciso elenco e o Glorioso passa longe de tê-lo. Caio Potter pode ter vida curta assim.

    Saudações!!!

    ResponderExcluir
  4. Meu amigo GABRIEL, gosto muito do FUTEBOL NA VEIA, leio quase todos os seus posts, rapaz, fala um pouquinho do CEARÁ SPORTING CLUB, QUQE ALIAS ONTEM VENCEU O Gremio Prudente po 2x1, veja aqui: http://www.youtube.com/bolaaocentro810 - O Futebol na Veia mesmo com problemas na internet tras para os leitores sempre AS ULTIMAS do FUTEBOL, valeu Gabriel.

    ResponderExcluir
  5. Os times da América do Sul precisam aprender a perde. Acima de tudo aceitar que seu adversário pode estar e ser melhor num dia e decidir aquela partida. Agora CBF e Conmebol, são brincadeira de mau gosto para quem torce por disciplina e organização.
    Abs.
    Jean Francisco
    esportday.blogsot.com

    ResponderExcluir
  6. Gabriel,

    Peço que visite este blog, comenta lá e veja se gosta,
    http://alanmattiollo.blogspot.com/

    e da uma passadinha no GSA, abraço conterraneo

    ResponderExcluir
  7. Vários vexemes no Rio (Excessão o Flu), Santos e Flu com ótimos elencos se garantiram na Liberta, semana movimentada...

    Abraços !

    http://www.conexaopaulista.com

    ResponderExcluir
  8. boas...
    Gabriel..

    Pois é, Bota de fora e Flamengo a restejar .
    Valeu a prestação surpreendente do Flu na Libertadores e da confirmação de Neymar e do Santos.
    Será que vai dar outra vitória Brasileira na Libertadores depois do Inter ?? Fico a torcer...

    Mattos..paixaodabola.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. A derrota do Bahia é só um aperitivo do que ele terá que suportar no Brasileirão!

    E o Flu calou minha boca. Nossa, sou FLU mais do que nunca nessa Liberta!

    www.net-esportes.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. É, foi uma semana de feriado bem movimentada no futebol.
    E eu continuo falando do Cruzeiro.
    Impressionante como as pessoas ainda não estão confiantes com a equipe, mesmo depois desse tanto de goleada. O que eu sempre escuto é "ah, mas no mata mata o Cruzeiro vira outro time". Não foi isso que eu vi ontem. Agora vamos ver na quarta contra o Once Caldas.

    Já no Carioca (é bom fase final que é só um jogo, né? Muito mais emocionante) o Fla Flu de ontem tava com pinta que ia ser meia boca, mas no fim das contas foi um jogo gostoso de se ver, com bastante emoção e nervosismo, daquele jeito que todo mundo gosta!

    Abraço,
    Samira
    oquedeuerradofc.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Olá, sou representante do http://wwwfutegoool.blogspot.com
    Gostei muito do seu blog!Estou à procura de colunistas.Se tiver interesse, meu e-mail é arao_fortal@hotmail.com
    Abraço

    ResponderExcluir

Sejam todos bem-vindos ao Futebol Na Veia. Aqui, todos são livres para expor suas opiniões, independentemente qual seja ela, desde que elas sejam feitas com coerência e passividade. Os comentários não são moderados, então pedimos o bom senso de todos. Fiquem a vontade para comentar. Muito obrigado e voltem sempre!